Destaque

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Dia da escola: livro debate a metodologia pedagógica

No dia 15 de março é celebrado o Dia da Escola. A data serve para comemorar aquela que é uma das mais importantes instituições para a formação educacional das pessoas. Afinal, o acesso à educação é ferramenta primordial para o desenvolvimento mental, intelectual, ético e moral de todos.

Um dos principais autores que defende a educação infantil como meio de formação de caráter da criança é o suíço Jean-Jacques Rousseau. O filósofo e teórico político, publicou em 1762 a obra “Emílio, ou Da Educação”, que tem edição publicada no Brasil pela Edipro.

Este tratado, que provocou imenso fascínio na época, revolucionou a pedagogia e serviu como ponto inicial para teorias de diversos educadores entre os séculos XIX e XX.

Rousseau parte do princípio que todo o homem é bom por natureza, e é a sociedade o corrompe. O filósofo defendia a tese que a criança tinha que partir de seus instintos naturais para se desenvolver, evitando ser influenciado por lições impostas por outras pessoas, assim protegendo-as dos vícios da sociedade.

Emílio, ou Da Educação é dividido em cinco livros:

1- O primeiro período vai de zero à cinco anos de idade: que defende uma vida puramente física e dedicada ao fortalecimento do corpo sem força-lo. É o período espontâneo da vida das pessoas, estimulado pelo aleitamento materno.
2- A segunda fase vai até os 12 anos: que corresponde ao desenvolvimento do caráter, sem participação ativa de um preceptor.
3- O terceiro estágio dura dos 12 aos 15 anos: nos quais o indivíduo experimenta a geografia e a física, além do aprendizado de um ofício.
4- O quarto ciclo engloba dos 15 aos 20 anos de vida: é o período com o florescimento para a vida moral, religiosa e social.
5- Por fim o último livro: no qual Emílio encontra Sofia, a mulher ideal para ser a sua companheira.

A obra do filósofo é rica e desconcertante, se volta contra os sistemas de pensamento dominantes da época ao mesmo tempo em que contempla todos os temas cruciais da filosofia do século XVIII.

A intenção de Jean-Jaques Rousseau com o livro Emílio ou da Educação é fazer com que a política incentive a formação do homem, a frente de sua época. Neste sentido, esta obra foi considerada escandalosa e revolucionária, porém consolidou o nome do autor no campo da filosofia e literatura.

Ficha técnica:
Tradução: Laurent de Saes
Editora: Edipro
Gênero: Educação
Preço: R$ 110,00
ISBN: 9788572839945
Tamanho: 16x23 cm
Número de páginas: 560

Nenhum comentário:

Postar um comentário