Destaque

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Kardec: o pai do espiritismo e os 160 anos de ensinamentos


O francês Hippolyte Léon Denizard Rivail foi um influente cientista, educador, autor e tradutor, e nunca imaginou que deixaria todo o ceticismo explicito em suas obras pedagógicas para se tornar o pai do espiritismo.

Com o pseudônimo Allan Kardec, aos 53 anos, buscou todas as vertentes possíveis para criar a doutrina espírita que influência pessoas até hoje. Kardec atraiu milhões de seguidores no mundo, como exemplo, no Brasil existem cerca de 3,8 milhões de pessoas que se afirmam espíritas e contando os simpatizantes, o número aumenta para 30 milhões.

Kardec escreveu 13 importantes obras, entre elas – que tornariam livros mais tarde – está a Revista Espírita, que completa 160 anos em 2018 e é considerada um grande marco para o espiritismo. Realizados mensalmente pelo autor, os números da revista foram compilados em livros com 12 volumes, publicados pela Edicel, selo da editora Boa Nova.

Dentre os assuntos abordados nas revistas estão o relato das manifestações materiais ou inteligentes dos espíritos, aparições, evocações, bem como todas as notícias relativas ao espiritismo. Também explica sobre as coisas do mundo visível e do invisível, as ciências, a moral, a imortalidade da alma, a natureza do homem e o seu futuro.

Ainda, descreve a história: do Espiritismo na Antiguidade, das lendas e das crenças populares, da mitologia de todos os povos.


Nenhum comentário:

Postar um comentário