Destaque

quinta-feira, 1 de março de 2018

Decisão de esperar: Quando perder a virgindade é respeitar o parceiro

Uma das coisas mais importantes em um relacionamento é o respeito que se tem com as decisões do parceiro. Na novela “O outro lado do paraíso”, o casal de personagens Diego e Melissa tomam a decisão de respeitar a opinião um do outro, principalmente no caso deles: de fazer sexo apenas após o casamento. Mesmo que tenha opiniões controversas, é uma opção que envolve o corpo feminino também, e deve ser abertamente discutida

Em “Meu doce azar”, a autora e psicóloga Beatriz Cortes conta a história de Alice, que decide manter a virgindade até o casamento. O namorado, não gosta da decisão e a trai, além de pressiona-la a fazer sexo com ele. Decidida a não ficar com quem não aceita suas escolhas, Alice termina o relacionamento e vai viver a vida em São Paulo com um novo emprego.

Mesmo que por motivos diferentes, ambos os personagens, Alice e Diego, apresentam seja para quem assiste, seja para quem lê, a questão do corpo da mulher e a não objetivação de um relacionamento apenas para os desejos carnais, mas também com envolvimento sentimental e de respeito mútuo entre os parceiros. Em ambos os aspectos, adentra no respeito, compreensão, diálogo e comportamento. Com um diferencial por envolver a psicologia, a obra de Beatriz Cortez vai muito além de um simples romance e explora conceitos complexos.

SOBRE O AUTORA  Beatriz Cortes é uma autora jovem pronta para transformar suas ideias e sentimentos em páginas de livros. Psicóloga, com 23 anos e nascida no interior do Rio de Janeiro, em meio a grande variedade de livros disponíveis no mercado, Beatriz Cortes faz parte de uma geração que se orgulha de poder contribuir para o crescimento e fortalecimento da literatura nacional. 

Leitora assídua desde a infância, a jovem é a autora de três livros publicados pela Novo Século Editora em seu selo principal, O outro lado da memória, Por uma questão de amor e Aonde quer que eu vá, romances que são capazes de emocionar leitores de todas as idades. Em Meu doce azar, a autora se desafia em um novo estilo, prometendo discutir com bom humor o importante papel da mulher na sociedade.

Sinopse: Quando a sorte é sua grande inimiga, conquistar o cara ideal é quase uma missão impossível

Alice é uma engenheira bem-sucedida que acaba de descobrir que carrega na cabeça um belo par de chifres. Inconformada com a situação, resolve abandonar o passado e seguir um novo caminho.

Mediante às suas novas escolhas, Alice é apresentada ao ruivo que produz nela sentimentos até então desconhecidos, pelos seus 25 anos. Para conseguir chamar a atenção do “Ed Sheeran” brasileiro, ela conta com a ajuda de sua melhor amiga encalhada e seu irmão gêmeo desajeitado.

Um romance azarento e fofo, Meu doce azar vai lhe trazer ótimas gargalhadas e a seguinte “incógnita”: dá para conquistar o amor da sua vida sem um empurrãozinho da sorte?

Ficha Técnica
Autor: Beatriz Cortes
Título: Meu doce azar
Editora: Novo século
Páginas: 384


Nenhum comentário:

Postar um comentário