Destaque

sexta-feira, 16 de março de 2018

Obra aborda a importância dos amigos na infância

Cabeça de Melão e Cabeça de Abacate incentiva os pequenos a preservarem as amizades e entenderem o valor das experiências vividas ao lado de quem amamos

Muitos especialistas afirmam sobre a importância da amizade na infância para o desenvolvimento das crianças. Esta interação proporciona diversas experiências, bem como, companheirismo, empatia e lições sobre o amor.

Kelvin e Beto, personagens da obra Cabeça de Melão e Cabeça de Abacate, escrita por Cleber Galhardi e publicada pela Boa Nova, passam por situações que os levam a compreender o sentido da amizade. 

Este livro conta sobre esses dois amigos inseparáveis que encontram um cachorro. A disputa pelo amor do animal faz com que acabem se desentendendo e quase dá fim à vida do bichinho. 

Esta vivência levou Cabeça de Melão e Cabeça de Abacate aprenderem uma valiosa lição: jamais deixamos de receber carinho quando partilhamos o amor daqueles que amamos com outras pessoas. (...)  quando amamos alguém, temos que dar o melhor de nós e entender que dividir afeto é o mesmo que multiplicar carinho! 

Com a ajuda do Tio Chico, os pequenos personagens percebem que ninguém é dono de seus amigos. E, também, que somar amizades pode ser benéfico a todos.

Autor: Cleber Galhardi
Gênero: infanto-juvenil
Formato: 27x27 cm
Páginas: 28,00
Preço: R$ 10,90 

Sobre a Boa Nova Editora: Em 1997, com o objetivo em atender o público espírita e espiritualista, surgiu a Boa Nova Editora que alcançou, logo nos primeiros anos, prestígio, reconhecimento e projeção nacional. A primeira publicação da editora foi o livro “Céu Azul”, psicografado por Célia Xavier de Camargo, seguida pelo best-seller “Renovando Atitudes”, psicografado por Francisco do Espírito Santo Neto. Hoje, com 10.000.000 de exemplares vendidos, a Editora Boa Nova é referência de sucessos editoriais. São romances, roteiros de estudo doutrinários, livros infantis e infanto-juvenis, assim como as obras básicas do Espiritismo e outras filosóficas que visam contribuir com o desenvolvimento espiritual e cultural de seus leitores. Paralelamente aos trabalhos doutrinários, e conscientes de seu papel social, os médiuns e escritores que atuam junto à Boa Nova fazem com que os recursos obtidos com a venda de suas publicações sejam revertidos para diversos projetos sociais e assistenciais, inclusive, para a manutenção das atividades da Sociedade Espírita Boa Nova.


Nenhum comentário:

Postar um comentário