Destaque

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

António Zambujo e Língua Franca nomeados nos Grammy Latino


por Alexandra Pedro

O álbum de tributo a Chico Buarque, Até Pensei Que Fosse Minha, está nomeado na categoria de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira. Os vencedores são conhecidos a 16 de Novembro.

António Zambujo está nomeado para os Grammys Latinos, com o álbum Até Pensei Que Fosse Minha. O mais recente trabalho do cantor, de tributo a Chico Buarque, está nomeado na categoria de Melhor Álbum de Música Popular Brasileira.

Edu Lobo ou Alexandre Pires são os "adversários" do músico português. Os vencedores dos Grammys Latinos vão ser conhecidos a 16 de Novembro, numa cerimónia que se vai realizar em Las Vegas.

O álbum nomeado contou com a participação de vários artistas: Carminho (em O Meu Amor), Roberta Sá (em Sem Fantasia) e Chico Buarque (em Joana Francesa - ouvir em baixo).

Alguns meios de comunicação brasileiros, nomeadamente o jornal O Globo, a Folha de São Paulo ou Veja, já fizeram elogios ao mais recente trabalho do cantor português. 

"Zambujo leva com seriedade a irresponsabilidade de gravar Chico, mas isso não implicou num planejamento denso, em recortes muito pensados sobre a obra do compositor", escreve O Globo.

O músico tem já vários concertos agendados no Brasil, cimentando a inclusão de alguns dos seus espectáculos no top 10 dos melhores concertos do ano dados naquele país. A 14 de Novembro, Zambujo vai estar em Florianópolis e a 17 de Novembro em Salvador.

O público do Rio de Janeiro e de São Paulo pode ouvir o cantor a 18 e 19 de Novembro, respectivamente.

António Zambujo - Joana Francesa

Língua Franca também está entre os nomeados
Para os Grammy Latino está também nomeada - na categoria de Melhor Canção Urbana - a música A chapa é quente!, escrita por Emicida e Rael no projecto de hip-hop luso-brasileiro Língua Franca, do qual fazem ainda parte os portugueses Capicua e Valete.

O álbum, editado em Maio deste ano, conta com a produção do português Fred Ferreira e dos brasileiros Kassin e Nave. "A língua, a música (o rap especificamente), e esse posicionamento, essa militância, essa missão, acabam por fazer com que sejamos quatro rappers que temos muito em comum e isso nota-se no disco e na forma como a mistura dos quatro resultou numa coisa tão especial", afirmou Capicua à Lusa, na altura do lançamento.

In Sábado.pt

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis