Destaque

segunda-feira, 9 de abril de 2018

"HÁ TEATRO NO CAMÕES" - 17 e 18 de Abril | Luanda


Dias 17 (3ª feira) e 18 (4ª feira) de Abril de 2018
18ª Edição
“HÁ TEATRO NO CAMÕES”

Dias 17 e 18 de Abril (3ª feira e 4ª feira) de 2018, pelas 17H00, no AUDITÓRIO PEPETELA do CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50).

A propósito de uma obra de teatro de José Mena Abrantes, o escritor e poeta Manuel Rui diz “O teatro decorre de uma necessidade vital, apontando sinais de que a representação está em toda a vida enquanto acontecimento social de estética como encontro, comunhão de proximidade ou distância de frente a frente”.

“HÁ TEATRO NO CAMÕES” vai apresentar, dias 17 e 18 de Abril, um Programa que envolve grupos teatrais, actores, encenadores, dramaturgos e reputadas figuras ligadas ao mundo teatral angolano. O Auditório Pepetela do CAMÕES vai ser animado com Mesas Redondas, Debates/Conversas e Momentos Teatrais.  
Serão realizadas Mesas Redondas, nos dois dias consecutivos. No primeiro dia, sobre “O Universo Poético-Teatral do Horizonte Nzinga Mbande” e, no segundo dia, sobre “A Importância do Teatro na Diversificação da Economia”, serão apresentadas duas peças de pequeno formato de grupos teatrais de Luanda. 
Dia 17 (3ª feira)
17H00 Mesa Redonda sobre “O Universo Poético-Teatral do Horizonte Njinga Mbande” com a participação de todo o elenco do Grupo de Teatro Horizonte Nzinga Mbande.
19H00Momento Teatral
Grupo – Horizonte Nzinga Mbande
Peça – Momentos & Beijos
Texto original – Nelson Rodrigues (Brasil)
Adaptação – Adelino Caracol e Evandro de Melo (Brasil)  
Sinopse: “Momentos & Beijos” relata realidades sociais no seio de uma sociedade perversa e consumista. Revela um quadro de conflitos, desconfianças, intrigas e ciúmes. Apresenta também a ambição de subir na vida, sem olhar a meios para atingir os fins. Heitor, vinga-se de forma subtil da mulher que o traiu. Por sua vez, Mendes vê no amigo o único meio para sair miséria. Raimundo trocou a mulher pelo trabalho em plena lua-de-mel.   
Dia 18 (4ª feira)
17H00 – Mesa Redonda sobre “A Importância do Teatro na Diversificação da Economia” com a participação de Felisberto Filipe, Hortêncio Silva, Arnaldo Neto, Pinto Fiel, Emanuel Paim e Francisco Kakulo
19H00 – Momento Teatral
Grupo – Ndokueno Arte
Peça – Senhora Mundo e seus Maridos
Autor – José Pires Gonçalves
Encenação – Pinto Nsimba
Sinopse: A luta pelo poder. Ao longo da história assistiu-se à ascensão e queda de impérios. A luta pelo poder, dos tempos mais remotos aos nossos dias tem prejudicado a natureza do ser humano.
A obra “Senhora Mundo e os Seus Maridos” conta a história de monarquias e repúblicas ferozmente competitivas, de impérios, revoluções, rivalidades e utopias. Num momento em que o futuro do mundo parece mais uma vez incerto, esta peça é essencial para se perceber o passado, futuro e presente. Escrita por José Pires Gonçalves e  encenada por Pinto Nsimba, a peça idealiza personagens que fazem agitar, evoluir e até mesmo destruir o mundo, num determinado espaço e tempo.
As personagens Arte, Política, Religião e a Ciência, procuram a todo custo explorar a Senhora Mundo, que é a esposa de estimação de todos. Fazem várias experiências profissionais e confrontam-se entre elas tentando tirar o maior partido possível dos recursos naturais à disposição da humanidade.   

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis