Destaque

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Peça de Teatro "O PROCESSO DOS 50" pelo Colectivo de Artes Pedro Bélgio – Luanda 11/04


CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS
Apresenta
TEATRO
O PROCESSO DOS 50
Pelo Colectivo de Artes Pedro Bélgio

No dia 11 de Abril (4ª feira) de 2018, pelas 18H30, o CAMÕES/CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS (Av. de Portugal nº 50) irá acolher o espectáculo de Teatro “O Processo dos 50”, apresentado pelo Colectivo de Artes Pedro Bélgio, numa evocação de todos aqueles que se uniram e lutaram pela libertação e independência de Angola.

Autoria: Pedro Bélgio e Edson Vunge
Encenação: Edson Vunge
Direcção: Edson Vunge e Isabel Silva
Produção: Edson Vunge

Sinopse: “O desejo de liberdade sorriu para enfermeiros, mecânicos, oficiais administrativos, estudantes e poetas e foi actuando na clandestinidade, tanto nos musseques, como no centro das cidades. Patriotas angolanos procuravam despertar consciências e denunciar atrocidades coloniais, apelando à comunidade internacional para se juntar à causa independentista. Denúncias e perseguições aos patriotas resultavam em prisões. O início dessas prisões políticas, ocorrido a 29 de Março de 1959, em Luanda, tornou-se num marco histórico na luta pela libertação”. 
Elenco: Job Domingos, Deodeth da Luz, José Mbanza, Silvia Matilde, Augusta da Silva, Florêncio de Sousa, Isabel António, Nicolas Quinta, Cardoso António, Jonas Michel, Sousa Ricardo, António Kapango, Rui Miguel, Ericksom Miguel, Rui Domingos, Albino Baião, Francisco Meck, Miguel Adão, Lourenço Paposseco, Mário Famoroso, Perivaldo di Sara, Jack Bento, Pedro Zito e Ernesto Cardozo.

Sobre o Colectivo de Artes Pedro Bélgio

O Grupo foi criado a 14 de Maio 2005, por Abel Abel Miguel Pedro, estudante de Antropologia, educador social e activista, fruto da formação dada pelo Grupo Labaredas de Fogo. O Coletivo de Artes PEDRO BÉLGIO surgiu da necessidade proporcionar instrumentos aos jovens do Bairro Mártires de Kifangondo e arredores dos Bairros Cassequel, Prenda, Rocha, Cassenda e Calemba, para resgatar valores morais e combater a delinquência juvenil bem como valorizar e preservar o património publico e a identidade sócio-cultural de cada bairro.

Em 2009, o Colectivo de Artes Pedro Bélgio participou activamente nas campanhas organizadas pelo Movimento Lev´Arte e a Associação Cultural e Recreativa “Chá de Caxinde”, na na camapanha denominada “Ler é uma Festa”, tendo apresentado peças de teatro e poesia. Ainda no mesmo ano, integra a campanha “Faça uma Criança Feliz” e, em 2010, em parceria com a Comissão de Moradores do Bairro Mártires de Kifangondo, a Delegação Municipal da Saúde (Programa Nacional de Combate a Malária) e com o apoio da Odebrecht, cria a campanha “Meu Bairro Meu Lar”, tendo exibiu peças teatrais e distribuído em conjunto com outros organizadores da campanha, medicamentos para erradicar doenças como a malária, tendo a referida distribuição sido feita porta a porta, durante 3 dias. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis