Destaque

quarta-feira, 30 de maio de 2018

A intolerância ao espiritismo em um país laico



A contradição que ocorre no Brasil em relação a religião se dá ao fato do país ser laico, mas ao mesmo tempo conter muito preconceito entre religiões, principalmente aquelas que estão em minoria (como os espiritistas que são apenas 1,86% da população brasileira atualmente, de acordo com o IBGE).

Como exemplo, no Rio de Janeiro os casos de intolerância, principalmente a religiões com matriz africana, cresceu em 56% no último ano, de acordo com as denúncias à Secretaria estadual de Direitos Humanos.

Esse é um assunto já muito falado, mas na maioria das vezes focado na umbanda, por ter ainda mais acontecimentos polêmicos. Porém, o espiritismo também sofre com essa intolerância passada de geração a geração no Brasil e muitas vezes não tem tanta atenção.

Uma vez que a cultura da religião católica dominante prevalece, o problema de intolerância as demais emergem. Desde os tempos de perseguição a pensamentos contrários, como na época do governo Vargas, os espiritistas sofrem perseguição e preconceito. 

Como algo enraizado na sociedade, a cultura é algo difícil de se desfazer, por isso ela existe até os dias atuais. Mesmo sendo em menor escala e os eventos não sendo muito alarmantes, o preconceito ainda é presente e necessita atenção.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES

OS NOSSOS REDATORES PERMANENTES
clique na imagem para ver os perfis